11/02/2011

Nokia e Microsoft anunciam aliança para produção de celulares Windows Phone 7

A manhã da sexta-feira, 11 de fevereiro, pode marcar o fim da agonia da Nokia no mercado de celulares inteligentes. A gigante finlandesa dividiu o palco com a Microsoft para anunciar uma “aliança estratégica”, que basicamente é a confirmação dos rumores de que a Nokia usaria o Windows Phone 7 como sua plataforma primária para telefones celulares.
O anúncio foi feito pelo CEO da Nokia, Stephen Elop (ex-Microsoft) e o CEO da Microsoft, Steve Ballmer no evento anual da Nokia em Londres.
Entre os pontos apresentados por ambos estão a natureza da parceria entre as empresas e a confirmação de que a Nokia chegou de fato a conversar com a Google para adotar o Android como plataforma, mas entendeu que seria muito difícil se destacar em um ecossistema com tantos fabricantes envolvidos.
Veja alguns dos pontos principais da apresentação:
- Não há uma data especificada para que vejamos o primeiro celular Nokia rodando Windows. Ballmer já disse os engenheiros das duas empresas já passaram bastante tempo juntos trabalhando nisso.
- Elop confirmou que a Nokia é e sempre será uma companhia finlandesa – não há planos de mudança da sede para qualquer lugar.
- Ballmer diz que a parceria não é exclusiva, mas algumas coisas que a Microsoft fará com a Nokia são únicas, permitindo que ela se diferencie no ecossistema do Windows Phone 7.
- Elop não acredita que a Nokia teria condições de criar um ecossistema relevante com o MeeGo em tempo hábil.
- A Nokia chegou a conversar com a Google sobre a adoção do Android, mas decidiu que “isso tornaria difícil para ela se diferenciar dentro daquele ecossistema” e que “os riscos de acomodação eram muito grades, com preços e margem de lucro sendo puxados para baixo e o valor de marca indo todo para a Google”. A Microsoft apresentou a melhor opção para a Nokia entrar de vez na briga pelo segmento de celulares inteligentes de ponta.
- Elop disse que o MeeGo ainda será lançado este ano mas não mais como uma parte estratégica de sua linha de smartphones e sim como uma “oportunidade de aprendizado”.
- Sobre as esperanças de algumas pessoas de que o MeeGo poderia ser um ecossistema novo, Elop disse que a Nokia “não tem condições de desenvolver algo rápido o suficiente para competir com a Apple e a Google. Windows Phone é um concorrente à altura”.
- Com relação aos tablets, há a possibilidade de usar algo da Microsoft, ou algo desenvolvido pela própria Nokia.
Fonte: Engadget

0 comentários:

Postar um comentário