PADRÃO APRESENTADO SLIDE 1 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE......

PADRÃO APRESENTADO SLIDE 2 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE......

PADRÃO APRESENTADO SLIDE 3 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE......

PADRÃO APRESENTADO SLIDE 4 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE......

PADRÃO APRESENTADO SLIDE 5 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE......

29/02/2012

Windows 8: Confira todas as novidades apresentadas pela Microsoft

A Microsoft lançou nesta quarta-feira (29), no evento MWC 2012 (Mobile World Congress), que acontece em Barcelona, Espanha, a versão de testes do Windows 8 - o Windows 8 Consumer Preview. O lançamento, que já está disponível para download e poderá ser usado em tablets, além de PCs e notebooks, antecipa as novidades que o novo sistema operacional contará.




Confira as principais novidades apresentadas na versão Windows 8 Consumer Preview:

Versões PC e tablets

O novo sistema da Microsoft terá uma versão que trabalhará com os chips tradicionais da linha x86, chips da Intel para PCs e notebooks, e uma nova versão para microprocessadores ARM, padrão nos aparelhos portáteis, como tablets e smartphones. Segundo a Microsoft, embora ainda não haja data definida, a empresa deve levar ao mercado, simultaneamente, aparelhos com as versões ARM e Intel.

As duas versões para o Windows 8 apresentarão uma interface completamente nova, inspirada na interface estilo "Metro" do mais recente software Windows Phone. A interface envolve blocos ou "pastilhas" que podem ser movimentados na tela ou pressionados para acionar aplicativos.

As pastilhas poderão se atualizar em tempo real, permitindo ao usuário verificar seus e-mails, mensagens de voz e notificações do Facebook. No entanto, será possível voltar ao estilo antigo com um simples comando de mouse, caso os usuários de PCs e notebooks não se adequem ao novo formato.

Interface Metro

A nova interface Metro marca, no lançamento do Windows 8, a introdução de uma experiência sensível ao toque. Conforme mostrado no Developer Preview, versão para desenvolvedores, uma tela de bloqueio introduz os usuários do Windows 8 a uma interface touchscreen na tela inicial.

A versão Consumer Preview ganhou uma série de ajustes nesta tela, incluindo a introdução de uma interface de Zoom Semântica (Semantic Zoom), na qual os usuários de tablets e dispositivos sensíveis ao toque poderão organizar e agrupar os seus pedidos de aplicativos na Windows Store.

Fim do Botão Iniciar

Uma das maiores mudanças na versão Consumer Preview, ao menos visualmente, é a remoção do botão Iniciar no modo desktop. No Windows 8, o botão migrou para a barra Charms. Os usuários poderão acessar a barra tocando nas bordas da tela. A barra inclui o novo logotipo do Windows 8 - um logo animado com um flash de luz sutil.

Além disso, uma série de novos gestos, de toques, comandos no teclado ou no mouse, irão ativar vários controles no Windows 8. Um dos novos recursos, por sua vez, é uma prévia do comando que alterna tarefas. Ativado a partir do canto inferior direito ou superior esquerdo da tela, o recurso permitirá que os usuários alternem entre os aplicativos abertos recentemente.

Windows Store e aplicativos

28/02/2012

As 10 companhias mais inovadoras do Brasil 2012

A revista Fast Company divulgou o levantamento anual as 50 empresas mais inovadoras, mas além de divulgar o ranking mundial, este ano a publicação listou também as empresas consideradas mais inovadores no Brasil.

  1. Bug Agentes Biológicos
  2. Boo-box
  3. Grupo EBX
  4. Stefanini
  5. Embraer
  6. Petrobras
  7. Predicta
  8. F*Hits
  9. Apontador
  10. Vostu

Ranking completo neste link

Fonte: Fast Company

Google oferece US$ 1 milhão para quem hackear o Chrome


O Google anunciou que vai patrocinar recompensas para quem descobrir vulnerabilidades no Chrome (e divulgá-las para a empresa) durante a conferência de segurança CanSecWest no Canadá.

“Esta ação complementa e amplia o nosso programa de recompensas do Chromium por reconhecer que o desenvolvimento de uma exploração totalmente funcional é um trabalho muito mais significativo do que encontrar e relatar um bug de segurança em potencial”, publicou o Google.

De acordo com a empresa, os bugs encontrados permitem o estudo de novas técnicas de explorações, testes automatizados e aprimoramentos da área de segurança do navegador.

“Isso nos permite proteger melhor os nossos usuários”, disseram Chris Evans e Schuh Justin, da equipe de segurança do Google Chrome. “Para maximizar nossas chances de receber vulnerabilidades este ano, vamos patrocinar até US$ 1 milhão em prêmios”

Fonte: Google Discovery

Quatro membros do Grupo Anonymous foram detidos na Espanha


Quatro membros do grupo de hackers Anonymous foram detidos pelas autoridades espanholas, com a colaboração da Europol. A informação é avançada pela própria Europol, através de um comunicado enviado às redacções.

A Operação Thunder é o culminar de uma investigação que teve início em Junho de 2011. Os suspeitos, agora detidos, são responsáveis por ataques «DDoS» transformarem a aparência de páginas na internet e, ainda, por divulgarem, informação privada de vários polícias espanhóis.

Um dos suspeitos, conhecido por «Thunder», é, alegadamente, o responsável pela administração de canais de comunicação seguros, usados por piratas informáticos do Anonymous.

Os servidores utilizados para os ataques, estavam localizados na República Checa e na Bulgária, mas eram controlados remotamente de Espanha. Foram também descobertas ligações à América do Sul, que ainda estão sob investigação.

25/02/2012

Google atualiza Docs para Android e desktop


A Google anunciou a expansão do Google Docs para smartphones Android, permitindo, entre outras coisas, que os utilizadores acompanhem em tempo real alterações feitas nos documentos.

Simultaneamente, a gigante online melhorou a ferramenta de criação de apresentações da versão do programa para navegadores desktop.

Segundo anunciou a companhia no seu blogue, o processador de texto da plataforma em mobilidade tem agora funcionalidades de colaboração (já conhecidas nos browsers), incluindo a possibilidade de acompanhar em tempo real as mudanças e edições que outros utilizadores fazem no texto.

Paralelamente, a empresa anunciou que acrescentou tópicos de discussão à aplicação de apresentações do pacote Docs. Esta ferramenta permite a publicação de comentários perto dos slides, enviar alertas a outros colegas via e-mail sobre a discussão e fechar o ciclo de comentários.

RapidShare agora só funciona para os assinantes



Serviço traz mensagens de erro quando downloads de contas gratuitas são acessados.

Parece que as recentes ações contra a pirataria em todo o planeta e que começaram com o fechamento do Megaupload continuam ecoando com força pela rede mundial de computadores.

Isso porque, além de alguns outros sites de compartilhamento também terem sido fechados, outro popular serviço do gênero mostra sinais de que deve mudar a sua postura – e de que pretende dificultar a pirataria para conseguir seguir em funcionamento.
Estamos falando do RapidShare. Segundo o site Torrent Freak, o serviço de compartilhamento está tirando do ar com mais firmeza do que nunca qualquer tipo de link que aparente ser de conteúdo pirata.

Além disso, praticamente todas as contas que não são “Premium” deixaram de funcionar corretamente, trazendo na maioria dos casos um informe de “Erro 404” quando se tenta realizar algum download. Em contrapartida, os cadastros pagos estão trabalhando normalmente.

Apesar de ter se comparado a outros tipos de site e também ter declarado não estar preocupado com as ações anti-pirataria, o RapidShare mostra que vem agindo sim, pois recentemente alguns usuários também constataram que o serviço diminuiu consideravelmente a velocidade de downloads em sua página, tudo para inibir o compartilhamento indevido de arquivos.

Fonte: TecMundo

Começa julgamento de soldado que ajudou WikiLeaks


O julgamento do ex-analista de inteligência do Exército americano, Bradley Manning, teve início nesta sexta-feira (22) com uma audiência de 50 minutos, em que Bradley foi questionado sobre sua compreensão em relação às graves acusações que são feitas contra ele.

Ontem, a Justiça Militar americana de Maryland acatou formalmente o pedido da promotoria para levar o soldado à julgamento. Ao todo, o Tribunal aceitou 22 acusações diferentes contra Bradley.

Os supostos crimes giram em torno da entrega de milhares de documentos confidenciais ao site WikiLeaks, portal que agrega informações secretas enviadas por fontes anônimas.

O soldado será julgado como responsável pelo maior vazamento de dados na história dos Estados Unidos. Ao todo, ele é acusado de vazar mais de 700 mil documentos.

Além dos papéis, Manning é suspeito de vazar um vídeo de soldados em combate que deixou as autoridades americanas em uma situação constrangedora. O vídeo mostra americanos desrespeitando prisioneiros no Iraque.

Entre as acusações que o Tribunal Militar de Maryland acatou está o crime de "auxiliar o inimigo". Se condenado, o jovem de 24 anos pode ser sentenciado à prisão perpétua. A promotoria do caso optou por não pedir a pena de morte, embora juridicamente isso fosse possível em função da gravidade das acusações contra Manning.

A defesa do ex-militar vem argumentando que Brad foi um soldado perturbado e que jamais deveria ter tido acesso a tantos documentos importantes. Os advogados de defesa alegam “problemas mentais” de seu cliente e culpam seus superiores por deixá-lo acessar documentos secretos.

O caso divide as opiniões entre os norte-americanos. Muitos defendem Bradley e dizem que ele é um herói que trouxe à tona condutas questionáveis tomadas pelas autoridades dos Estados Unidos.

Outros, porém, consideram o soldado um traidor que se mostrou irresponsável em relação à segurança do seu país.

A sentença será proferida pela Justiça Militar e, caso condenado, Manning poderá tentar reformar a sentença na Justiça Comum dos Estados Unidos.

Fonte: Info

23/02/2012

Microsoft Office ou Google Docs [Video]



Vídeo mostra que as pessoas que precisam de softwares de escritório precisam de algo mais estável do que a computação em nuvens.

A Microsoft quer aumentar o mercado do Office (colocando os aplicativos até mesmo no iPad) e frear o crescimento do Google Docs. E para mostrar que o Office é melhor do que o Docs, a empresa decidiu criar um vídeo tentando mostrar que não é muito bom confiar em serviços baseados em nuvens.

No vídeo, um "Homem-Google" está oferecendo seus serviços para uma empresária, que precisa de aplicativos confiáveis para seus funcionários. Quando ela pergunta sobre as atualizações constantes que podem mudar os apps de um dia para outro, ele responde: "Diferente, melhor, completamente sumido... Quem sabe o que o futuro reserva?".

Em outro momento, a empresária deixa claro ao Google que não confia muito em aplicativos baseados na internet, pois em qualquer instabilidade, todos os documentos podem ser perdidos. Para finalizar, uma música passa a mensagem "Não confie no estranho da Google" e a logo da Microsoft é mostrada. Será que foram agressivos demais?

Fonte: TecMundo

Americanos querem vigiar internautas para combaterem pedofilia


Há uma nova proposta de lei que ameaça a privacidade dos internautas norte-americanos . Chama-se H.R. 1981 e, tal como o polémico SOPA e PIPA, prevê a monitorização das atividades online, mas desta vez em nome da luta contra a pedofilia.

O Protecting Children From Internet Pornographers Act, sua denominação oficial, tem por objetivo proteger os menores face a predadores sexuais e pedófilos, e com base nesse objetivo propõe a criação de um sistema de vigilância total da rede. 

Se for aprovado, as operadoras serão obrigadas a armazenar os dados de navegação de todos os utilizadores durante pelo menos 18 meses, escreve a publicação Business Insider, caso seja necessário identificar ou denunciar práticas deste tipo.

Embora o pretexto possa ser considerado mais nobre do que os defendidos pelo SOPA ou pelo PIPA, o fato é que os procedimentos defendidos aplicar-se-iam a todos os internautas de forma indiscriminada, criando um sistema de vigilância global em que estariam a ser guardados dados de qualquer utilizador.

Recorde-se que o SOPA e o PIPA, que visavam o combate à pirataria e a defesa dos direitos de autor, foram suspensos, com os responsáveis políticos a admitirem que não estavam reunidas as condições para as legislações avançarem.

Fonte: SapoTek

Fundador do portal Megaupload proibido de acessar a internet


O fundador do portal Megaupload, Kim Dotcom, libertado na quarta-feira sob fiança não pode acessar à Internet, ao abrigo das condições estabelecidas pela justiça da Nova Zelândia.

A imposição integra o conjunto de condições decretadas pela justiça da Nova Zelândia para que Kim Dotcom continue em liberdade, de acordo com um despacho da agência noticiosa AP.

O fundador do portal de partilha e descarga de ficheiros só se poderá ausentar da sua residência em Auckland para saídas aprovadas nomeadamente para audiências de julgamento ou consultas médicas.

20/02/2012

Anonymous promete novos ataques toda sexta-feira



Após atacar, na última sexta-feira, a Comissão Federal de Comércio, o grupo ativista hacker Anonymous prometeu realizar grandes ataques todas as sextas-feiras. As ações se relacionam a protestos contra leis de direitos autorais (como o SOPA ou ACTA) e práticas de grandes empresas que invadem a privacidade de seus clientes.

Em entrevista ao site da revista americana Wired, um porta-voz do grupo afirmou que o Anonymous já possui dúzias de alvos em mente. De acordo com ele, as falhas de seguranças dos serviços escolhidos seriam suficientes para manter a operação semanal funcionando por mais de cinco meses.

O grupo pretende agir de duas maneiras. Além de realizar os tradicionais ataques de negação de serviço, tirando servidores do ar devido à grande quantidade de acessos simultâneos, o Anonymous também quer liberar informações confidenciais de empresas e órgãos públicos, como trocas de e-mails, logins, senhas e documentos.

Falhas de segurança propiciam ataques


Em entrevista para o jornal The New York Times, Jerry Irvine, da National Cyber Security Task Force, afirmou que o Anonymous é incontrolável. De acordo com o integrante de uma das maiores agências de cibersegurança do mundo, a baixa segurança online – mesmo nos sites de grandes empresas – propicia que cada vez mais ataques aconteçam.

Hacker que invadiu Facebook condenado a oito meses de prisão


Um estudante britânico acusado de ter invadido os sistemas Facebook foi condenado a oito meses de prisão

O caso teve lugar entre Abril e Maio de 2011, quando Glenn Mangham, um estudante de informática britânico de 26 anos, acedeu ilegalmente aos sistemas da rede social.

Em tribunal o jovem admitiu os seus atos, afirmando que apenas queria ajudar o site de Mark Zuckerberg a identificar falhas de segurança, tal como já tinha feito para o Yahoo.

Segundo a imprensa britânica não foi assim que o tribunal viu as ações de Glenn Mangham, que foram consideradas como "desastrosas" pelo juiz.

Citada pela BBC Alison Saunders, do Serviço de Procuradoria da Coroa, afirmou que este caso foi o maior e mais flagrante incidente de infiltração de uma rede social levado à Justiça britânica.

Além de ser acusado de ter acedido ilegalmente aos sistemas do Facebook, o jovem hacker foi acusado de ter roubado informação relativa a propriedade intelectual do site, informação essa que terá sido gravada num disco externo.

O advogado de defesa de Glenn Mangham rejeitou as acusações e define o seu cliente como um hacker ético com altos padrões de moral, sublinhando que mesmo depois da detenção o jovem estudante revelou às autoridades tudo o que tinha feito.

Os argumentos não convenceram o tribunal, que considerou que as ações do hacker tiveram consequências reais e potencialmente muito sérias para o Facebook.

Mesmo tendo admitido que o jovem não iria divulgar a informação ou mesmo vendê-la, o tribunal acabou por condenar Glenn Mangham a oito meses de prisão.

Assange participou do episódio 500 dos Simpsons


Família Simpsons é obrigada a sair de Springfield e durante o exílio encontra o fundador da Wikileaks
O episódio 500 da série "Os Simpsons", a que está há mais tempo em exibição, foi para o ar este domingo e conta com a participação do fundador da Wikileaks.

Julian Assange vai dar voz ao próprio boneco neste episódio da série norte-americana, que já vai na 23ª temporada.

Pouco foi revelado sobre este episódio, além de que a família vai ser obrigada a sair de Springfield e durante o exílio encontra Julian Assange.

A série tem mais duas temporadas garantidas e continua a apostar na irreverência e na introdução de figuras públicas na série.

Criados por Matt Groening há 23 anos, "Os Simpsons" já conquistaram 24 Emmys e têm duas estrelas no Passeio da Fama de Hollywood. A primeira foi atribuida à família. A segunda foi recebida pelo criador da série no passado dia 14 de Fevereiro.

O tempo parece não ter passado por esta família especial de bonecos amarelos, que, apesar de cumprir 500 episódios, parece estar aí para durar.

16/02/2012

DNS do Google tem 70 bilhões de requisições por dia

O Google anuncia nessa semana que o serviço de DNS que mantém responde por apenas 70 bilhões de requisições de internautas por dia. O número absurdo faz da empresa o maior provedor de DNS público do mundo, chegando na frente de concorrentes de peso — notadamente a OpenDNS, mais 
famosa por oferecer provedor de DNS grátis.
O curioso é que a força do Google Public DNS está principalmente fora dos Estados Unidos. O principal mercado econômico responde por apenas 30% das requisições. Os demais usuários são de diversos países. De acordo com o Google, há presença forte na América do Sul e na Europa, bem como países em que recentemente a empresa inaugurou servidores locais de DNS.

Eu sempre fui adepto da OpenDNS. Entretanto, virei a casaca e apoio o Google Public DNS desde que o serviço começou. A OpenDNS tem suas vantagens, como os filtros para diversos conteúdos (escrevi sobre isso no Tecnoblog). São recursos muito bons que nem todo mundo usa. Eu não uso. Por isso sempre configuro meus dispositivos e roteadores para utilizar o Google Public DNS.
O Google diz que uma proposta para lidar com CDNs está em discussão. Resumindo, os CDNs são servidores espalhados pelo mundo que replicam informações nos computadores do Google (e de outras empresas). O acesso a esses servidores deveria ser mais rápido devido à localização física, que faz com que a latência diminua. O Google tenta emplacar uma forma de os provedores de DNS lidarem melhor com o CDN, direcionando automaticamente o tráfego para o servidor do tipo CDN mais próximo possível.
São só dois anos desde que o Google Public DNS apareceu. Bom tempo para o Google mostrar que está interessado numa internet mais veloz como um todo. Eles ganham com isso porque quanto mais rápido a própria página e a de parceiros que exibam propaganda deles, melhor. Todos sabemos.
Para configurar o DNS do Google é só ir nas propriedades de rede do seu computador e adicionar os seguintes endereços: 8.8.8.8. e 8.8.4.4. Os endereços para quem usa IPv6 são: 2001:4860:4860::8888 e 2001:4860:4860::8844.

Dica para o Final de Semana

Não curte o carnaval e ainda não sabe o que fazer no final de semana?
Fica a dica!

Mario é vida. 

Como fazer biscoito integral

Como usar os filtros do GMail

Organize suas mensagens automaticamente e evite a confusão em sua caixa postal

O e-mail é um meio de comunicação prático e popular, mas se você não colocar ordem em sua caixa de entrada, ele pode rapidamente se tornar um problema. Neste artigo vamos explicar como usar os filtros do GMail, que permitem que as mensagens que chegam sejam automaticamente separadas e organizadas. Veja como é fácil!

Defina um critério

A primeira coisa a fazer na hora de criar um filtro é dizer ao GMail que tipo de mensagens estamos procurando. Você pode fazer isso definindo um critério para o filtro: clique na setinha pra baixo na caixa de busca no topo da página do Gmail para ver as opções avançadas de busca.

Na janela de opções de busca você define os critérios do filtro
Aqui você deve dizer o que está procurando. Por exemplo, para filtrar uma mensagem que tenha uma palavra em específico (como “reunião”), coloque-a no campo Contém as palavras. Isso é um filtro por palavra-chave. Você também pode criar filtros baseados no remetente, destinatário, assunto, palavras-chave ou datas, e também separar mensagens com anexo das que não contém nenhum ou combinar múltiplos critérios. Você também pode usar um asterisco como um “coringa”: por exemplo, um filtro com o remetente *@suaempresa.com.br vai pegar todas as mensagens vindas de seus colegas de trabalho, não importa o remetente.

Quando tiver definido todos os critérios, é hora de saber se seu filtro funciona: clique no botão azul com a lupa no rodapé da janela e veja as mensagens que serão mostradas. Se for exatamente o que você quer, basta transformar a busca em um filtro: clique no botão Mais acima da lista de mensagens e selecionar a opção Criar Filtro. Na janelinha que surgir, clique no link Criar filtro com esta pesquisa.

Decida o que fazer com as mensagens


Depois de definir os critérios do filtro você precisa dizer o que fazer com as mensagens. Isso é feito selecionando as opções na tela. Com um filtro você pode, por exemplo, marcar todas as mensagens do chefe como importantes para que tenham destaque na Inbox, e com outro apagar todas as mensagens daquela loja online que insiste em lhe mandar “promoções” todo dia. Ou então redirecionar automaticamente certas mensagens para um outro endereço de e-mail. Claro, também é possível combinar múltiplas ações.
Aqui você diz o que deve ser feito com as mensagens "filtradas"

15/02/2012

Microsoft lança sensor de movimentos Kinect para o PC

Acessório custa US$ 250, cerca de US$ 100 a mais que para o Xbox 360.
Empresa diz que ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

A Microsoft lançou nesta quarta-feira (1º) a versão para PC do Kinect, acessório da empresa que capta o movimento dos usuários e o transfere para as aplicações, dispensando o uso de teclado, mouse e telas sensíveis ao toque. O aparelho, que ainda não tem previsão de venda para o Brasil, segundo a empresa, é vendido nos Estados Unidos por US$ 250.

O valor é US$ 100 a mais do que o mesmo aparelho para o videogame Xbox 360. O Kinect para o console foi lançado em 2010 é dispensa o uso de joystick ao captar o movimento dos jogadores.

Durante o evento Consumer Electronic Show (CES), realizado no início de janeiro em Las Vegas, Steve Ballmer, presidente da Microsoft, anunciou o lançamento da versão para PC do Kinect. Com o acessório disponível, tanto a companhia quanto outras desenvolvedoras de programas podem criar aplicações e games que fazem uso de movimentos.

Mudanças após testes
Segundo a Microsoft, após alguns meses de testes na versão beta do Kinect para Windows, o sistema chega com suporte para até quatro aparelhos conectados no mesmo computador, melhorias no rastreamento do usuário, identificação de objetos e movimentos a 40 cm de distância e melhorias no reconhecimento de fala.

Cofundador do Megaupload ganha liberdade condicional


Mathias Ortmann é o terceiro executivo do site a ser solto após prisões.
Outro fundador, Kim Dotcom, continua preso desde janeiro.

Um tribunal neozelandês concedeu nesta quarta-feira (15) a liberdade condicional ao cofundador do Megaupload, Mathias Ortmann, que é requerido – junto a outros três executivos do site de downloads – pelos Estados Unidos por suposta pirataria virtual.

O juiz David McNaughton, do tribunal do distrito de Manukau, impôs 17 condições para a liberdade provisória de Ortmann, entre elas a proibição de acessar ou utilizar a internet, informou a "Radio New Zealand".

Ortmann é o terceiro executivo do Megaupload a ganhar liberdade condicional. Ele havia sido detido em 20 de janeiro na mansão que era alugada nos arredores de Auckland pelo fundador do serviço, Kim Schmitz, conhecido também como Kim Dotcom.

Entenda o caso
As detenções de Ortmann, Dotcom, do responsável técnico do Megaupload, Finn Batato, e do chefe de programação do site, Bram van der Kolk, aconteceram no marco de uma vasta operação internacional que incluiu o fechamento do portal e outras prisões na Europa.

Ortmann, de nacionalidade alemã, viverá junto com seu compatriota Batato e o holandês Kolk, enquanto Dotcom seguirá detido à espera da audiência sobre sua extradição aos Estados Unidos.

Os EUA pretendem julgar sete executivos do Megaupload – entre eles os quatro detidos na Nova Zelândia – por pirataria virtual, crime organizado e lavagem de dinheiro.

As autoridades americanas avaliam que o site causou mais de US$ 500 milhões em perdas à indústria do cinema e da música ao transgredir os direitos de propriedade intelectual de companhias e obter com isso lucro de US$ 175 milhões.

O Alto Tribunal de Auckland ordenou no dia 3 de fevereiro que Dotcom siga detido pelo menos até 22 de fevereiro, data em que começará o processo sobre sua extradição aos EUA.

Se a extradição for aprovada, Dotcom e os três executivos do Megaupload serão julgados nos EUA por vários delitos, entre eles relação com o crime organizado, lavagem de dinheiro e violação da lei de direitos de propriedade intelectual.

Namorada cria app "apaixonado" para cofundador do Instagram


O amor está no ar hoje. Sim, hoje! Dia 14 de fevereiro é dia dos namorados nos Estados Unidos (Valentine's Day) e para celebrar essa data a namorada do cofundador do famoso aplicativo Instagram, Kaitlyn Trigger, criou ela mesma um aplicativo que Mike Krieger, seu valentine poderia realmente apreciar.

O aplicativo web criado chama-se Lovestagram e cria uma foto personalizada, obviamente, com os símbolos do amor. Trigger, que é diretora de arte, não tinha ideia de como codificar um aplicativo, então decidiu aprender sozinha todas as artimanhas.

Leia a notícia completa na +macmais.

Justiça chinesa pode barrar venda do iPad em todo o mundo

 Empresa que se diz dona do nome "iPad" quer banir entrada e saída do tablet da China, país sede das principais fábricas do produto da Apple

A empresa chinesa que se diz dona da marca "iPad" afirmou nesta terça-feira que pretende banir a entrada e a saída dos tablets da Apple da China. O advogado da Proview Technology, Xie Xianghui, afirmou à Reuters que a companhia entrou com uma petição para fazer valer a decisão de uma corte do sul do país asiático, no ano passado.

A empresa chinesa Proview Technology (Shenzhen) está pedindo a aduanas chinesas para pararem os embarques de iPads da Apple para dentro e para fora da China, embora as alfândegas não tenham atendido a seu pedido, disse o advogado Xie Xianghui à Asian Legal Business, uma publicação da Thomson Reuters. Funcionários das alfândegas não foram encontrados para comentar e a Proview se recusou a se pronunciar.

A batalha legal entre a Apple e a Proview Technology (Shenzhen) sobre a marca iPad está emergindo como a mais recente dor de cabeça para a gigante dos Estados Unidos em um mercado ascendente e joga luz sobre os desafios legais que multinacionais estrangeiras enfrentam quando operam na China. No ano passado, a Apple perdeu um caso para a empresa em uma corte no sul da China, que concordou que a Proview possuía a marca iPad. A Apple recorreu da decisão e um julgamento final deve começar em 29 de fevereiro. Esta decisão será a última sobre o processo legal chinês.

A Apple rebate que comprou os direitos da marca iPad "há anos". "Compramos os direitos em 10 países diferentes", afirmou um porta-voz da fabricante do tablet mais vendido do mundo. "A Proview se recusa a honrar com seu comprometimento com a Apple na China e uma corte de Hong Kong já decidiu em favor da Apple nessa questão", afirmou.

Na segunda-feira, a notícia de que autoridades chineses estavam recolhendo iPads das lojas, por causa da disputa pelo nome do produto, ganhou as manchetes do mundo inteiro. A China é a sede das principais fábricas do iPad, como a Foxconn - a taiwanesa também tem unidades no Brasil.

Empresas chinesa e norte-americana começam a produzir tablets no Brasil


Reuters. Por Sérgio Spagnuolo - A produtora chinesa de eletrônicos SinoHub fechou acordo para a formação de uma joint-venture com a norte-americana Ciao Telecom que almeja fabricar e vender no Brasil aproximadamente 1,3 milhão de telefones celulares e tablets ao fim de 2013, informou a empresa chinesa nesta terça-feira.

O plano envolve a construção de uma fábrica de 9 mil metros quadrados em Vila Velha (ES), que será voltada para a produção de dispositivos móveis como telefones celulares tradicionais, smartphones, tablets e componentes para estes dispositivos. Há expectativa de ter 380 funcionários até o fim do ano que vem.

As empresas esperam que a unidade seja concluída em outubro de 2012, "presumindo a aquisição em tempo do local e da obtenção do financiamento inicial para a fábrica e as operações," de acordo com comunicado.

Há uma exigência de capital para os planos atuais de aproximadamente 15 milhões de dólares, e a CiaoHub vai buscar os recursos.

"Conversas com diversas fontes de financiamento estão em andamento, embora nenhum comprometimento de funding tenha sido garantido", disse a nota, sem dar detalhes.

O nome da empresa a ser constituída no Brasil é CiaoHub, e cada empresa terá 47 por cento da nova companhia, com a participação de 6 por cento restante igualmente dividida entre seis diretores da CiaoHub. A Ciao Telecom já atua no Brasil.

A SinoHub será responsável pela produção dos produtos da CiaoHub e a Ciao Telecom será responsável pela distribuição.

A intenção das empresas é manufaturar e comercializar 1,3 milhão de aparelhos "de alta qualidade" no mercado brasileiro, cuja expectativa é encerrar 2012 com 276 milhões de acessos móveis, após fechar 2011 com fortes resultados, disse a nota.

O anúncio da joint-venture vem quando diversas companhias de tecnologia miram o Brasil como pólo produtor, após o governo ter garantido incentivos para a fabricação local de tablets, com a chamada "lei do bem", e de ter prometido desonerações para o segmento de equipamentos de rede e telecomunicações.

14/02/2012

iPad 3 será apresentado no dia 7 de março

A Apple apresenta a terceira versão do iPad no dia 7 de março, num evento em São Francisco, de acordo com várias informações publicadas nos últimos dias por blogues especializados. Entre as novidades, destaca-se o tão célebre tela “retina”, que trará uma resolução nunca antes vista, e a possibilidade do aparelho incluir tecnologia 4G.
Os rumores tomaram conta da blogosfera, mas também já chegaram à imprensa mundial. A Apple mantém a sua postura e não fala sobre o assunto. "Não comentamos rumores ou especulações", cita o The Guardian.

O blogue sobre tecnologia iMore escreve que o aparelho vai ter um processador quad-core, bastante superior quando comparado com o dual-core A5 do iPad 2. O novo tablet da Apple terá melhor resolução de imagem, sem que seja necessário que os criadores redesenhem as suas plataformas e aplicações, explica o mesmo blogue.

O The Wall Street Journal escreve que o iPad 3 vai usar rede 4G, que oferece ligações até 100 Mbps, o que pode, contudo, significar problemas com a autonomia do aparelho.
O iPad 3 será colocado à venda, nos Estados Unidos, pelas operadores AT&T e Verizon, indica o mesmo jornal.

No Twitter, homens não ligam tanto para o Dia dos Namorados quanto as mulheres


Parece que os homens não andam tão empolgados no Twitter com o Dia dos Namorados, comemorado hoje (14/02), nos Estados Unidos. Os dados revelados pela Incite IM apontam que as mulheres tuitam mais nesta data, enquanto os homens dizem que o dia nem é tão importante assim e o que melhor é ficar solteiro.

Os analistas estudaram 70 mil tweets recentes para descobrir que somente um décimo dos tweets de homens sobre o Valentine’s Day são positivos, comparados com um quinto dos tweets das mulheres. Um tweet de um determinado usuário é até destacado pelo estudo:

“F***-se o Dia dos Namorados. Vou jogar Twisted Metal por cinco minutos e então chorar em um cantinho porque estou sozinho e comendo demais.”
Ainda de acordo com a pesquisa, o assunto mais discutido relacionado ao assunto é sobre a importância de ter ou não uma data comemorativa para os casais apaixonados. 36% das mulheres acham que é válido ter um dia para comemorar, enquanto 25% dos homens acham que não vale à pena.

Cada lado também tem um tópico preferido sobre o Dia dos Namorados para abordar no microblog. As mulheres falam mais sobre a compra de presentes. Em contra partida, os homens frisam justamente o fato de que a data não tem tanta importância assim e que ser solteiro, muitas vezes, é melhor do que namorar.

Conheça as 10 musicas mais relaxantes do mundo


Marconi Union – Weightless

Cientistas decidiram ir atrás da canção perfeita para fazer com que alguém possa relaxar da melhor maneira possível, a ideia de encontrar as batidas, frequências e pausas perfeitas para fazer com que alguém acalme seu estado de espírito em qualquer situação.

Em parceria com a uma banda britânica Marconi Union, alguns  pesquisadores trabalharam com diversos tons, ritmos e outros elementos musicais que pudessem tranquilizar o ouvinte. O resultado foi a criação da canção Weightless, cuja frequência contínua de 60 batidas por minuto é capaz de fazer com que tanto o cérebro quanto o coração entrem em sincronia, desacelerando algumas funções nervosas.

A faixa foi testada em mais de 40 mulheres, que realmente apresentaram uma paz de espírito maior após ouvir a melodia. De acordo com o chefe da pesquisa, Dr. David Lewis, seu desempenho foi melhor do que outras músicas que as pessoas usam para relaxar, como Mozart e Enya.

Além disso, os resultados apresentados pela equipe do Dr. Lewis também serviram para comprovar que a música realmente pode ser uma ótima ferramenta de relaxamento, sendo mais eficiente até mesmo do que uma massagem ou uma xícara de chá — lembre-se, é uma pesquisa britânica!
Além disso, o estudo listou as 10 músicas mais tranquilizantes.

A Weightless encabeça em primeiro lugar, mas traz alguns nomes famosos em boa colocação, como o grupo Coldplay.
  1. Marconi Union – Weightless
  2. Airstream - Electra
  3. DJ Shah - Mellomaniac (Chill Out Mix)
  4. Enya - Watermark
  5. Coldplay - Strawberry Swing
  6. Barcelona - Please Dont Go
  7. All Saints - Pure Shores
  8. Adele - Someone Like You
  9. Mozart - Canzonetta Sullaria
  10. Cafe Del Mar - We Can Fly

Angry Birds chega ao Facebook


O game Angry Birds foi lançado para usuários do Facebook. A versão para a rede social apresenta as mesmas características (é preciso atirar os pássaros contra os porcos usando um estilingue) do que a feita para dispositivos móveis, com alguns níveis extras.

Outra novidade é a competição entre os usuários da rede social. A cada fase, seu número de pontos é comparado com o de algum amigo seu que também esteja jogando o game.

Desde que foi lançado na App Store em dezembro de 2009, Angry Birds já foi baixado mais de 700 milhões de vezes. Agora, com potenciais 845 milhões de novos jogadores (número de usuários do Facebook), o game pode superar a barreira de 1 milhão de usuários.

Além do game, a Rovio, produtora do jogo, estuda a criação de um parque temático e até de um filme inspirado nos pássaros raivosos. Atualmente, a empresa baseada na Finlândia é avaliada em cerca de 1 bilhão de dólares.

A guerra dos Browsers

O primeiro mês do ano de 2012 já passou e é altura de conhecer os respectivos dados da preferência dos internautas a nível mundial. Mais uma vez tendência continua: já que o planeta está a ser desflorestado, os internautas compensam invadindo o globo de verde

Para além de mais 8 países, alguns grandinhos, como o Viet Nam ou Marrocos, o mapa tornou-se muito mais verde com a adesão da Rússia ao Chrome, pois apesar de ser apenas o 7º maior país em trânsito de Internet é sem dúvida o maior em extensão.



 2º mapa mostra a distribuição das versões dos Browsers mais utilizadas.

A Google com a sua política de atualizações automáticas, a qual se fala que irá ser imitada pelos seus concorrentes, permite agrupar a maioria dos seus utilizadores na versão mais atual, enquanto que nos outros Browsers os utilizadores espalham-se pelas diversas versões.

É do conhecimento geral, para mal dos pecados dos Web Designers, da incapacidade da Microsoft em conseguir que os seus utilizadores atualizem os Browsers, só que é constrangedor ver o resultado da política de atualizações rápidas do Firefox, em que os Internautas não têm capacidade para se atualizarem, ficando espalhados por mais de meia dúzia de versões.

Tudo isto, e muito mais, se pode apreciar no mapa, em que o Firefox, com 15 lideranças não chega a 10% do total. Já o Chrome com 98, ultrapassa os 50%, ficando-se o Internet Explorer pelas 64 lideranças. O

Opera lidera em 4 países, sensivelmente a sua cota de mercado. O Safari, apesar de ter uma cota razoável não consegue nenhuma liderança.

Convém esclarecer que este mapa não tem a acuidade do outro, sendo os resultados mais aleatórios, pois como o resultado é a média mensal e caso a versão mude nesse mês os resultados são divididos por pelo menos 2 versões. O caso é mais gritante no Firefox, em que aliando a saída de versões a cada 6 semanas à lenta renovação das mesmas pelos utilizadores, nunca acontece que uma das mais recentes versões consiga estar no máximo um mês inteiro.
 Pplware

The Walking Dead - Nebraska

The Walking Dead S2E08 – Nebraska 

Sinopse: Rick e os outros tentam restaurar a ordem depois de uma terrível descoberta; Hershel retoma a um velho hábito e desaparece. 

Avi sem legenda: HOTFILE  UPLOADED
legenda: Legenda PT-BR 
Rmvb Legendado: HOTFILE  UPLOADED
Dublado

AVI Dublado: [ 14/2/2012 ]
RMVB Dublado : [ 14/2/2012 ]

11/02/2012

Site da CIA inativo; hackers do Anonymous reivindicam ataque


O site da CIA dos Estados Unidos não respondia nesta sexta-feira depois que o grupo de hackers Anonymous reivindicou o ataque cibernético. "CIA Tango down (eliminada)", disse um mebro do Anonymous em @YourAnonNews, uma conta do Twitter utilizada pelo grupo. "Tango Down" é uma expressão utilizada pelas Forças Especiais dos Estados Unidos quando eliminam um inimigo.

Um porta-voz da CIA afirmou que "estão estudando as informações" a esse respeito. Os membros do Anonymous também afirmaram ter atacado o site camimex.org.mex, que pertence à Câmara Mineira do México. O site permanecia inacessível nesta sexta-feira.

No mês passado, o Anonymous deixou brevemente inativos os sites do Departamento de Justiça dos Estados Unidos e do FBI. Esses ataques ocorreram em represália pelo fechamento por parte dos Estados Unidos do site de troca de arquivos Megaupload.

O Anonymous não explicou até agora por que atacou o site da CIA e da Câmara Mineira mexicana.

A maior parte dos ataques cibernéticos desse grupo de hackers é de negação de serviço (DDoS). Neste tipo de ataque, um grande número de computadores recebe a ordem de visitar, ao mesmo tempo, um determinado site, sobrecarregando seus servidores.



AFP




AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados..

Irã bloqueia acesso ao Google e ao serviço de email Hotmail


Quinta-feira 09-02 o acesso ao Google.com e a outros buscadores foram bloqueados no Irã, outro serviço que foi proibido o acesso foi o correio eletrônico da empresa Microsoft o Hotmail. Ao tentar se conectar a estas páginas aparece uma mensagem de problemas de conexão, as autoridades iranianas afirmam que estes portais possuem conteúdos delitivos e que o acesso não é permitido.
Até então, os usuários de internet no país podiam acessar o Google, embora as páginas de outras nações, como google.fr (França) e google.es (Espanha), já estivessem bloqueadas pelas autoridades iranianas. Um grande número de sites está bloqueado pelas autoridades do país, entre eles os de muitos meios de comunicação estrangeiros e também os de grupos sociais e políticos, tanto iranianos como internacionais, que o Governo de Teerã considera hostis.
Não somente estas páginas, mais diversas outras estão bloqueadas. As autoriadas de Teerã acreditam atacar a escrita moral da Republica Islâmica. As redes sociais, especialmente o Facebook, e inclusive as versões do Google que não são em inglês, também estão bloqueadas, assim como todos os blogs, seja qual for sua origem ou temática.
Em dezembro passado, as autoridades do Irã bloquearam um site denominado "embaixada virtual" em Teerã dos Estados Unidos, que não tem relações diplomáticas com a República Islâmica, menos de 24 horas depois que fosse posta na rede pelo Departamento de Estado de Washington.

Tribunal alemão dá razão à Apple em luta de patentes


Um tribunal alemão deu razão à Apple na batalha legal que vem sendo travada entre a fabricante do iPhone e a Motorola - e que ainda a semana passada levou a que as autoridades determinassem a suspensão temporária de vendas da empresa na sua loja virtual para aquele país. 

O juiz entendeu que a empresa de Steve Jobs não podia ser acusada de violar uma das patentes em causa (designada EP1053613), que é considerada essencial aostandard para comunicações sem fios 3G/UMTS

A Motorola alegou em tribunal que qualquer uso de tecnologia 3G por parte da Apple consubstanciava uma violação da patente em questão, entendimento que, a ser subscrito pelo tribunal, colocaria em situação difícil vários produtos da marca, como sejam versões do iPhone a partir do 3G ou iPads com ligação 3G.

As autoridades alemãs não concordaram, porém, com os argumentos invocados pela detentora das patentes, afirmando que a empresa não forneceu provas de que qualquer dos produtos da Apple adotasse especificamente o mesmo procedimento inventado pela Motorola, nem ao nível do hardware nem ao nível do software, explica aC|Net.

"Uma vez que a patente em causa se centra nos 'meios' usados para gerar um número que otimiza as transmissões sem fios, o tribunal precisava de provas que evidenciassem que os produtos da Apple recorrem exatamente a esses mesmos meios", explica um jurista alemão especializado nesta matéria, citado pelo site.

Segundo o especialista, a Motorola "não mostrou qualquer tipo de implementação propriamente dita (nem ao nível do hardware nem do software), e apresentar a queixa só com base nas especificações do standard é insuficiente".

10/02/2012

Jovem de 17 anos pode ter descoberto a cura para o câncer


Conforme publicação do site Daily Mail, uma jovem de apenas 17 anos pode ter descoberto a cura para o câncer. Angela Zhang, estudante da Monta Vista High School, recebeu uma bolsa de estudos de US$ 100 mil por ter ganhado o Siemens Competition Math, Science & Technology.

A adolescente sempre se revelou um prodígio. Já em seu primeiro ano no Ensino Médio, a garota lia artigos de pós-doutorado em bioengenharia. Um ano mais tarde, Zhang já comentava sobre seu objetivo de trabalhar como pesquisadora no laboratório da Universidade de Stanford – uma das instituições de ensino mais renomadas dos EUA.

O projeto da jovem consiste na utilização de nanopartículas para identificar as células cancerígenas, as quais podem ser enviadas ao centro dos tumores quando combinadas com uma droga à base de salinomicina. Depois de terem se “prendido” às células doentes, através de ressonâncias magnéticas, essas nanopartículas permitem que os médicos saibam exatamente onde estão ou poderão se formar os tumores.

Por meio de uma luz infravermelha, as nanopartículas são “derretidas”, liberando o medicamento que eliminará as células cancerígenas de dentro para fora. Quando testada em ratos, a tecnologia acabou quase que completamente com os tumores. Angela Zhang passou mais de 1.000 horas engajada em seu projeto, o que significa que ela trabalha nele desde os 15 anos.

Embora ainda possa levar alguns anos para que essa técnica seja testada em humanos, os primeiros resultados são promissores.

9 Conselhos para tornar tweets mais interessantes

"Os utilizadores habituais do Twitter escolhem os microblogues que querem seguir, mas isso nem sempre significa que gostam da informação que recebem", a conclusão é de um estudo da Carnegie Mellon University (CMU), realizado em parceria com o MIT e com o Georgia Tech.

Paulo André, Michael Bernstein e Kurt Luther, que realizaram a pesquisa, concluem que, em média, os utilizadores do Twitter consideram interessantes apenas um terço dos posts que leem no serviço, que tem um fluxo diário de 200 milhões de tweets. Os resultados mostram que 36% dos participantes gostaram dos tweets que analisaram. Vinte cinco por cento não gostaram e 39% por cento demonstraram uma opinião pouco favorável.

"Um tweet bem recebido não é muito comum. Uma quantidade significativa de conteúdo é considerado como não sendo muito interessante e que valha a pena ser lido, por várias razões", admite Michael Bernstein.

Os investigadores também perceberam que os tweets que comentam estados de humor são mal recebidos e que os tweets com perguntas aos seguidores, autopromoção ou partilha de informação são bem recebidos.

Nove sugestões para melhorar tweets 

1. "Old news is no news": o Twitter destaca informações em tempo real, pelo que a informação rapidamente se torna obsoleta. Os seguidores cansam-se rapidamente de links recentes, mesmo que tenham sido vistos várias vezes.

2. Contribuir para a história: Para manter as pessoas interessadas, deve-se acrescentar uma opinião, um facto pertinente à resposta (retweet).

3. Mantenha o tweet curto: Os limites dos tweets no Twitter são de 140 caracteres. Ser o mais conciso possível deixa espaço para mais comentários satisfatórios nas respostas.

4. Limite o uso de sintaxe específica do Twitter: o uso excessivo de # e outros caracteres específicos do Twitter faz com que os tweets sejam mais difíceis de ler.

5. Guarde para si: Os comentários acerca das opiniões e detalhes pessoais foram altamente depreciados.

6. Fornecer contexto: Os tweets que sejam demasiado curtos tornam incapaz a sua compreensão. Fornecer uma ligação para um blogue ou fotografia, sem dar aos leitores uma razão para clicar nele, foi descrito como "triste".

7. Não lamente:
sentimentos negativos e denúncias foram classificados negativamente.

8. Seja provocativo: Organizações ou profissionais que queiram que os leitores cliquem nos seus links precisam de uma razão que ligue os leitores.

9. No caso de figuras públicas: muitas vezes as pessoas seguem-nas por razões profissionais e podem ser afastadas por demasiados detalhes pessoais ou quotidianos.

Fonte: Sapo

Rovio revela mais detalhes de Angry Birds no Facebook


Já a partir do próximo dia 14 de fevereiro os utilizadores da rede social Facebook podem contar com a jogabilidade já conhecida do título da Rovio Angry Birds.

A Rovio revelou agora mais detalhes sobre Angry Birds na rede social e os utilizadores podem esperar a mesma jogabilidade das versões já conhecidas do jogo e também funções sociais para interagir com a lista de amigos do Facebook.

Como é habitual nos jogos da rede social, será possível publicar diretamente para o mural e partilhar power ups com os utilizadores do jogo.

Os power ups incluem o Sling Scope, o King Sling, o Super Seeds e o Bird Quake. Confirmada está também a passagem da Mighty Eagle pelo ecrã do jogo.

Angry Birds está agendado para entrar em modo social no Facebook já no próximo dia 14 de fevereiro.

Cantora mais pirateada na Europa foi a que mais vendeu CDs em 2011


Uma pesquisa divulgada na última quinta-feira (9 de fevereiro) pelo The Telegraph mostra que a cantora Adele foi a artista mais pirateada em 2011 no Reino Unido. Coincidentemente, ela também foi o nome do mundo da música que mais vendeu CDs, além de ter sido a primeira a quebrar a marca de um milhão de faixas vendidas através do iTunes no continente europeu.

Segundo o analista independente Mark Mulligan, existem três tipos de pessoas que consomem músicas: aquelas que optam por meios ilegais, as que compram discos e aquelas que, apesar de recorrer à pirataria, também adquirem material através de meios legais. Ele afirma que o terceiro caso explica a grande relação que existe entre o número de vendas de artistas populares e a pirataria de seus trabalhos.

“Cantoras como Adele são parte de uma raça em extinção. Além de ser uma artista que vende CDs, ela também é alguém que pessoas mais jovens querem ouvir de forma gratuita. Em geral, pessoas que costumam pagam por música tendem a desaparecer — motivo pelo qual as gravadoras estão preocupadas em encontrar outros modelos de lucro”, afirma Mulligan.

Saiba como descobrir quantos bits tem o Ubuntu

Ultimamente muitas máquinas estão vindo com o Ubuntu que por sua vez também possui variações de 32 e 64 bits. Essas versões são bem definidas quando baixamos o sistema. Mas se você comprou um computador com o Ubuntu e não sabe qual a versão está instalada, siga os passos abaixo. Mostraremos como descobrir essa informação.

Com a popularização dos processadores de 64 bits, cada vez mais programas são disponibilizados para a plataforma. Os sistemas desenvolvidos para esses processadores, também conhecidos como x64, podem rodar aplicativos da arquitetura 32 bits (x86), porém o contrário não é válido. Portanto, saber a versão do sistema que seu computador está executando é algo indispensável antes de baixar um aplicativo.

Passo 1. No menu do Unity, pesquise por “Configurações do sistema” (sem aspas);

 

Passo 2. Na janela de configurações, clique em “Informação do sistema”;

Passo 3. Logo ao lado de “Tipo de OS” você encontra qual a versão do seu sistema (32-bit ou 64-bit).


No Ubuntu 11.04 ou se você não está utilizando o Unity, os passos são semelhantes. No entanto, você deve procurar pelas Configurações do sistema acessando o menu “Aplicativos”.

Um tour inicial do Office 15 no Windows 8

 A Microsoft ofereceu uma prévia do que o Office 15 será semelhante. A suíte de software não tem uma data de lançamento ainda, mas sua liberação pode vir até o final do ano. A telha de Metro para o Office 15 não mostra nada, mas atualmente o ícone do Office, mas poderia.

 Se você não é fã da interface Ribbon, ele é minimizado para o Office 15, como mostrado nestedocumento do Word.


Aqui está uma prévia de uma planilha no Office 15.

7 fatores para levar em conta antes de criar um aplicativo móvel



Por PC World / EUA
Lista de dicas traz informações importantes a serem consideradas antes de começar a criar apps para os cada vez maiores mercados de smartphones e tablets.

Os smartphones e tablets estão dominando o mundo da tecnologia, e os aplicativos estão entre os itens mais vendidos para cada sistema operacional móvel. Com as lojas da Apple e da Google possuindo mais de 500 mil aplicativos cada e dezenas de bilhões de downloads, o desejo de fazer parte desse mercado em crescimento é grande. Os aplicativos podem ser úteis para uso interno pela sua empresa, ou como uma maneira de colaborar com clientes, fabricantes, clientes, e o público. Mas antes de decidir desenvolver um app para a sua companhia, leve esses fatores em consideração.

1. Compatibilidade

Ao desenvolver um app para uso interno, os seus sistemas existentes podem interagir com um app? Eles oferecem APIs ou funções importar/exportar que um aplicativo pode usar para colocar e retirar dados? Muitos sistemas, especialmente aqueles desenvolvidos internamente, podem não oferecer uma maneira de criar uma interface com um app, exigindo um movimento em direção a um sistema diferente para se comunicar com esses aparelhos móveis.

2. Upgrade


Muitas das soluções de softwares comerciais (off-the-shelf), incluindo relacionamento com o cliente e sistemas POS, incluem apps para interagir com aparelhos móveis. Se os seus não possuem, você ficará melhor servido por uma plataforma que seja mais rápida em responder às necessidades da empresa. Avalie os benefícios de um novo sistema, os custos envolvidos na migração, e os valores envolvidos para permanecer no seu sistema atual, incluindo o desenvolvimento de aplicativos.

3. Padronização

Quando estiver desenvolvendo um app para uso interno, é preciso em qual plataforma ele vai rodar. O Android é atualmente uma escolha forte para smartphones, enquanto que a Apple domina o mercado de tablets, e o Windows 8 ainda nem chegou. A padronização em uma plataforma simplificará o desenvolvimento de aplicativos, mas limita suas opções de hardware assim como sua seleção de outros apps que podem servir a sua empresa. Desenvolver para várias plataformas será mais caro, mas permite uma maior flexibilidade.

4. Equipe
Você possui pessoas na equipe capazes de escrever um aplicativo, ou será preciso contratar o desenvolvimento terceirizado? Poucos desenvolvedores são capazes de criar apps para múltiplas plataformas, por isso talvez seja preciso contratar mais de um. Tenha em mente que você precisará manter um relacionamento com os desenvolvedores uma vez que soluções de bugs e novos recursos são uma parte inevitável da manutenção de um app. Se decidir pelo desenvolvimento interno, usar uma plataforma como oAppcelerator pode simplificar o processo, especialmente se estiver escrevendo um app para várias plataformas.

5. Código

Desenvolver um aplicativo em linguagem HTML5, em vez de focar em sistemas operacionais individuais, facilita a implementação em múltiplas plataformas. Usar um código nativo para cada plataforma pode melhorar o desempenho e a integração com recursos bult-in, e ainda permite usar elementos da interface padrão para dar ao software uma aparência mais familiar. O que é melhor para você: fácil implantação em outros sistemas ou uma aparência agradável e um bom desempenho?

6. Testando

Desenvolver aplicativos não quer dizer apenas escrever códigos, mas também testá-los, o que é essencial para uso interno e entre empresas (B2B). Avalie se você possui tempo e equipe suficientes para testar e resolver os bugs do software, especialmente ao desenvolver para várias plataformas. Isso vai reduzir suas escolhas por plataformas ou em usar uma solução comercial (off-the-shelf).

7. Suporte

A sua empresa pode estar pronta para fornecer suporte às necessidades técnicas internas, mas se você lança um aplicativo empresarial ou de uso público, suas necessidades de suporte aumentam. Considere como a sua companhia vai dar suporte para todos os clientes, consumidores e usuários públicos do seu aplicativo que buscarem por ajuda. Usar um software help-desk, como o recente lançamento da VMWare chamado Desk.com, que integra Twitter e Facebook, é uma forma de lidar com essa questão.
Joseph Fieber
Fonte: IdgNow